Header Ads

Hacker descobre rede de pedofilia em cidades brasileiras e entrega todos a polícia.

(Operação Hacker do Bem)
Quatro pessoas foram detidas, entre elas um estudante de medicina de 23 anos e um diretor de ensino aposentado de 74 anos, suspeitos de compartilharem pornografia infantil pela internet, durante a operação 'Hacker do Bem', desencadeada na manhã desta sexta-feira (20 de Maio de 2016) e coordenada pela Polícia Civil de São José do Rio Preto (SP). 

 De acordo com a polícia, um hacker descobriu o esquema de pedofilia, investigou e denunciou o caso à polícia. Por isso, a operação foi denominada 'Hacker do bem'. A delegada da Delegacia da Defesa da Mulher (DDM), Margarete Franco, diz que o hacker identificou e enviou à polícia nove endereços suspeitos.

Ela diz que três endereços são de Rio Preto, dois de Bady Bassitt (SP), um de Urupês (SP), um de Américo Brasiliense (SP), um de Jaboticabal (SP), um de Serrana (SP). As três últimas cidades são da jurisdição da polícia de Ribeirão Preto (SP), que dará continuidade à investigação por aquela região.

 A Justiça emitiu os mandados de busca e apreensão para estes lugares, que são cumpridos nesta sexta-feira (20). "Essa pessoa com conhecimentos específicos e técnicos em informática nos passou toda a informação a respeito de eventuais computadores e usuários da internet que estariam baixando pornografia infantil da internet", afirma. Segundo a polícia, os suspeitos baixavam e compartilhavam vídeos e fotos com crianças em uma rede na internet. 

Os três estudantes detidos pagaram fiança e vão responder ao crime em liberdade porque receberam os vídeos sem compartilhá-los. Já o diretor de ensino aposentado foi preso em flagrante por baixar e compartilhar os vídeos, segundo a delegada. "O aposentado usava um aplicativo que permitia o compartilhamento dessas imagens com outros usuários e, por isso, ele foi autuado em flagrante", diz a delegada. Outras prisões Dois irmãos, de 28 e 30 anos, foram presos durante a operação em Jaboticabal, também suspeitos de pedofilia. 

Segundo a Polícia Civil, com eles foram apreendidos arquivos em vídeos e fotos de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.

Confira o vídeo:


Fonte: G1 - Rio Preto-SP
Tecnologia do Blogger.