Header Ads

Irlanda lança campanha para atrair profissionais de TI estrangeiros

(Foto: Reprodução)


A expectativa é de que oito mil cargos de empregos na área de tecnologia sejam abertos por ano na Irlanda. O setor é o que mais tem contratado brasileiros e demais talentos internacionais por estar em expansão desde 2012. Para atender a essa demanda, nas próximas semanas, será lançada oficialmente uma campanha do Governo chamada Tech Life Ireland. O propósito é atrair profissionais estrangeiros com qualificações necessárias para suprir as necessidades das empresas sediadas no país. O projeto tem como foco “vender” a Ilha como um destino de cidades "vibrantes”, litorâneas e de riqueza cultural - um lugar onde as pessoas possam investir seus sonhos de uma carreira promissora e aproveitar a vida. O convite dos irlandeses é tanto para quem está começando na área quanto para aqueles que buscam mudanças.

A página do projeto Tech Life Ireland na Internet apresenta casos de estudo de trabalhadores estrangeiros no setor de tecnologia e as experiências positivas desses profissionais. Tem ainda informações sobre quais as principais tecnologias em destaque no mercado, entre elas as linguagens Java, Python, .Net, C++ e Php. Segundo o portal, atualmente, 80.000 pessoas trabalham no setor de tecnologia do país. Detalhes sobre qualidade e estilo de vida são apresentados em meio a dicas sobre como é viver no país, como encarar o processo de mudança e até como encontrar moradia.

Mercado de trabalho

O relatório elaborado pelo Skills and Labour Market Research Unit (SLMRU) da agência do Governo SOLAS com base nos dados do serviço público de empregos da Irlanda, DSP Jobs Ireland, e de uma agência privada, IrishJobs.ie, mostra que as principais vagas de trabalho na Irlanda são para os setores de ciência e tecnologia, TI e financeiro.

A emissão de vistos de trabalho aumentou 25% desde 2014 e esse aumento deve muito às oportunidades em TI. Uma pesquisa paralela feita pela empresa Linkedin também mostrou que o setor de software foi o maior beneficiário dessa migração profissional - houve um aumento de 36% dos usuários do LinkedIn na Irlanda trabalhando no setor de software entre março de 2015 e março de 2016.

Polo tecnológico

Base de nove das dez melhores empresas de Informação, Comunicação e Tecnologia, a Irlanda está crescendo cada vez mais nesse mercado. Em suas terras, multinacionais como Google, Facebook, LinkedIn, Apple, IBM, Twitter e tantas outras estão instaladas. O que tem contribuído para isso? A qualidade das instituições de ensino da Irlanda formando novos talentos e o fato de o país atrair pessoas das mais diversas nacionalidades para estudar inglês.

Os irlandeses prometem um mercado de trabalho fortalecido para abrigar bons profissionais. E, para deixar muito mais interessante, mostram como sabem equilibrar trabalho e lazer - o happy hour é bastante comum na Irlanda. Talvez essa seja a razão de uma pesquisa feita pelo site de recrutamento Indeed apresentar os trabalhadores irlandeses como os mais felizes da Europa e em quatro lugar no ranking mundial de empregados felizes.

Salários

Um dos motivos pelos quais o Governo irlandês incentiva a atração de profissionais estrangeiros pode ser o valor da mão de obra. Segundo a empresa de recrutamento Abrivia, mais de 4 em cada 5 empresas irlandesas de diferentes setores contrataram trabalhadores de fora do país no ano passado. Em comum, os candidatos tinham expectativas salariais menores do que a maioria dos irlandeses. Cerca de 81% das empresas da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) contrataram estrangeiros em 2015 e 53% dessas contratações foram de candidatos com expectativas de salários mais baixos do que os dos candidatos irlandeses. A pesquisa envolveu quatro mil empresas.

Expectativa salarial mais baixa não significa que os candidatos receberam salários menores. No entanto, como são pessoas que talvez tenham referências salariais menores com base no mercado onde atuavam, acabam tendo menores expectativas. Existem casos onde os trabalhadores estrangeiros recebem menos que os irlandeses, mas as empresas, especialmente as maiores, precisam manter um padrão salarial entre seus funcionários com a mesma função.

A média salarial dos profissionais muda bastante conforme o tempo de experiência e a função desempenhada. Profissionais de Java, por exemplo, uma das competências bastante procuradas pelas empresas na Irlanda, podem ganhar entre 30 mil euros por ano a 65 mil euros. Confira a tabela de referências salariais elaborada por uma empresa de recrutamento no país.

Tecnologia do Blogger.