quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Assembleias de pauta reúnem 3 mil Profissionais de TI



(Foto: Reprodução) 
A pauta da Campanha Salarial 2017 foi aprovada em caráter definitivo pelos trabalhadores de TI do estado de São Paulo. Buscar avanços e melhorias para os profissionais de TI é o compromisso firmado com a categoria. Para a negociação do próximo ano, o Sindicato aderiu - com a aprovação dos trabalhadores - à Campanha por 30 horas semanais. Aumento real de salário e reajustes dignos também fazem parte das batalhas de 2017.

A intenção do Sindicato é consolidar os direitos já adquiridos, como vale-refeição e Participação nos Lucros. "A PLR tem sido uma grande ferramenta de inserção do Sindicato nas empresas e também de valorização dos trabalhadores. Neste ano, teremos mais de 1.700 acordos de PLR. Com isso, estamos cada vez mais colocando dinheiro no bolso do trabalhador", afirmou o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

Luta por avanços e garantias

Reeleita em junho e em vigor desde o dia 1 de dezembro, a gestão do Sindpd propõe melhorias e batalha por novos desafios, como a regulamentação da profissão de TI. Fortalecida pela união da categoria, a nova administração quer manter as conquistas que colocam a Convenção Coletiva do Sindpd entre as melhores do País. "Temos uma categoria bastante unida e com vontade enfrentar o patrão. O conjunto de trabalhadores que compareceram nas Assembleias, ajudando a construir a pauta, comprova que a organização do Sindpd e a seriedade da Diretoria não podem ser contestadas", disse Antonio Neto.

O Sindicato quer garantir aos trabalhadores de TI a manutenção do poder de compra dos salários, por isso irá buscar o reajuste salarial com aumento real. Como base, será utilizada a correção acumulada do INPC de 2016 acrescida de 3% de aumento real. O pagamento das horas extraordinárias, hoje estipulado em 75%, deve aumentar para 100% nas duas primeiras horas de serviço e 150% nas demais e aos finais de semana.

Qualidade de vida

A redução da jornada para 30 horas semanais é uma das bandeiras levantadas na Campanha Salarial. Para Antonio Neto, garantir as 30 horas irá promover uma mudança no estilo de vida dos trabalhadores. "Representamos uma categoria frequentemente lesionada e estressada. É também uma categoria que tem dificuldades em se relacionar, e por isso apresenta o maior índice de separação de casais. Por causa da pressão, da responsabilidade, da rotina intensa, é justo que batalhemos pela diminuição da jornada sem redução de salários", reafirmou. Além de promover hábitos saudáveis e possibilitar atividades de lazer, a mudança encoraja a qualificação profissional.

Mobilização em combate à retirada de direitos

A participação crescente dos profissionais de TI foi comprovada pela presença expressiva nas Assembleias de Pauta. A interação e relação de proximidade construída nos últimos anos fortalecem a organização da categoria no combate às pressões exercidas pelo patronato. "A participação de milhares de trabalhadores no interior e na capital nos traz a confiança de que, com o todo o apoio demonstrado, nós teremos uma negociação muito boa", reiterou o secretário-geral do Sindpd, José Gustavo Oliveira.

Momento de celebração

Após a aprovação da pauta na Assembleia de São Paulo, o momento foi de alegria entre os associados. Os sorteados da SindpdFest estiveram presentes para retirar os prêmios. Simone Natalina de Brito, grande vencedora da 20ª edição, pegou as chaves do tão esperado Volkswagen UP! 0km. "Até agora não estou acreditando que ganhei o carro, estou tremendo. É uma coisa que eu não esperava e veio em uma boa hora. Pelo que eu pude ver hoje, as reivindicações são bem legais. Acho justo as 30 horas, bem significativo. Espero que aprove a pauta, que dê tudo certo", contou a funcionária da Ginfor.

Destacada pelos trabalhadores durante a maior festa da história da categoria, a atuação da Diretoria em favor dos profissionais de TI foi elogiada também por Fernando Marcondes Bumrad, da Sonda. Satisfeito com a pauta apresentada, o ganhador do Samsung Galaxy S7 foi enfático ao reafirmar a confiança no trabalho realizado pelo Sindpd. "Eu acompanhei a Assembleia e acho que nosso Sindicato está representando bem a categoria. É claro que nem tudo a gente consegue evoluir, mas eu acredito que estamos em boas mãos, estamos bem representados", frisou.

Mais Informações: SINDPD

Compartilhe