Ads Top

Mulheres ditam a tecnologia na Suíça

(Foto: Weshape)
Organizado por seis mulheres em suas horas livres e por iniciativa própria, o grupo pretende reunir mulheres que trabalham no setor da tecnologia e empresas emergentes (startups), seja na indústria web, como desenvolvedora de software, designers ou em outras funções semelhantes.

Petra Ehmann trabalha em desenvolvimento de negócios na Google em Zurique.
Ela é uma das mulheres que dirige o grupo. Ehmann trabalhou em várias empresas de diferentes países e diz que sua equipe na Google é "bem misturada" quando se trata da divisão entre homens e mulheres.

No entanto, como a Google em Zurique é a maior sucursal para engenheiros fora de Mountain View, sede da empresa na Califórnia, há uma enorme quantidade desses profissionais do sexo masculino na filial suíça. "Eu já me acostumei, porque estudei engenharia mecânica e precisava aprender a fazer amizades com homens para me sair bem nesse ambiente", conta Ehmann. "Isso me ajuda muito aqui."
Isa Steiner, diretora técnica da Siroop, uma loja online ativa no lado suíço alemão, explica que para ela uma "mentalidade compartilhada" é o que impulsiona a diversidade no trabalho. Ela explica que a forma como ela se expressa e sua abordagem nos negócios são muitas vezes bem diferentes do que as pessoas esperam dela. "Eu falo muito palavrão", ri.

Os empregos em tecnologia são bastante variados, mas os números sobre a divisão de gênero em TI e comunicações, e TI e outros serviços de informação, mostram de alguma forma a divisão e como pouco mudou de 2005 a 2015.

Site: Weshape
Tecnologia do Blogger.