quinta-feira, 9 de março de 2017

Deep learning: a nova aposta entre as empresas de tecnologia do Vale do Silício

Deep learning
(Deep Learning)

São Paulo, março de 2017 - Deep learning é o tema do momento entre as empresas do Vale do Silício: o reconhecimento facial do Facebook, a assistente virtual Siri, o carro autônomo do Google e o diagnóstico de um tipo raro de câncer pelo IBM Watson são apenas algumas possíveis aplicações. Por meio desta tecnologia, sistemas cada vez mais inteligentes estão sendo desenvolvidos e resolvendo problemas de altíssima complexidade.

Brasileiros agora já conseguem se especializar nesta área: a Udacity, conhecida como a Universidade do Vale do Silício, acaba de lançar em português o programa Nanodegree Fundamentos de Deep Learning. Tipos e arquiteturas de redes neurais, reconhecimento de objetos, bots inteligentes, drone image tracking, previsão do mercado de ações e visualização de dados são alguns dos conceitos e aplicações abordados no curso.

“O conceito principal do Deep Learning é a máquina sendo capaz de recriar o processo de funcionamento do cérebro humano. É uma rede neural computacional organizada em camadas”, define Carlos Souza, diretor geral da Udacity para América Latina. Ele ainda conta que está entusiasmado para ver o resultado das inovações dos primeiros brasileiros a se especializarem na área.

O Nanodegree Fundamentos de Deep Learning acontece totalmente online. O curso tem duração de seis meses e as aulas iniciam dia 29 de março. A matrícula já pode ser realizada em Udacity.

Sobre a Udacity

Lançada em 2011 nos Estados Unidos, a Udacity.com desenvolve cursos para formação profissional na área de tecnologia. Seus Nanodegrees são criados em parceria com grandes empresas do etor, como Google, Facebook, Amazon Web Services e AT&T.
A Udacity acredita que qualquer pessoa que tenha acesso à educação de qualidade pode desenvolver um projeto tecnológico. O principal objetivo da organização é que os alunos adquiriram competências e ferramentas práticas em programação por meio de cursos on-line e projetos hands-on.

Compartilhe