sexta-feira, 7 de abril de 2017

Consultoria americana cria projeto para ajudar empresas de TI do Brasil a vender nos EUA

Consultoria americana cria projeto para ajudar empresas de TI do Brasil
(Foto: Reprodução Computer World) 

As empresas brasileiras de tecnologia que miram o mercado externo para expansão dos negócios  já podem contar com um serviço de consultoria e intercâmbio para consolidar sua presença no exterior, principalmente nos Estados Unidos. A Dragonfly Consult idealizou um programa de intercambio e aprendizado “hands on” nos EUA, focado 100% em cultura de negócios em TI, para apoiar os empresários que buscam a internacionalização de seu negócio.

Muitas empresas de tecnologia participam de feiras e eventos internacionais, mas ao voltarem para o Brasil muitas vezes não conseguem retomar o contato por conta de barreiras culturais ou mesmo na dificuldade com o idioma. “Os empresários encontram problemas na hora que voltam ao Brasil e precisam fazer o acompanhamento dos eventos, pois não tem ninguém na equipe treinado na comunicação e que possa entender os mecanismos da cultura corporativa norte-americana, ou seja, desconhecem conceitos de como fazer negócios nos EUA”, ressalta Percy Lace, diretor acadêmico da Dragonfly.

Com um investimento inicial de US$ 100 mil, a consultoria se associou à ELS (English Language School), centro de aprendizado de idiomas, e desenvolveu um curso focado para profissionais de TI que queiram fechar negócios e parcerias nos EUA. O programa conta com o apoio da Softex, que desenvolve ações para promover as empresas brasileiras de TI no exterior em parceria com a Apex Brasil.

A Dragonfly quer ser um agente facilitador de negócios no mercado norte-americano e para isso vai oferecer um programa para ampliar a possibilidade das empresas brasileiras de tecnologia de fechar negócios internacionais. Ela vai oferecer o curso de imersão — inglês para profissionais de TI — e desenvolver habilidades necessárias para se concretizar negócios no mercado norte-americano. “O profissional estará 100% focado em aprender e desenvolver habilidades para fazer negócios nos Estados Unidos. O aluno permanecerá meio período em ambiente acadêmico, aprendendo modelos práticos de cada fase da negociação, e o restante do dia vai para um escritório compartilhado vivenciar o ambiente corporativo americano, quando poderá exercitar o que foi aprendido em aula, transformando o material acadêmico em algo prático e totalmente aplicável a realidade de cada empresa”.

A primeira turma está prevista para o mês de maio e o curso tem duração de quatro semanas com aulas no ELS Language Center de Houston, Texas, EUA. Atividades de segunda a sexta-feira pela manhã e, no período da tarde, o aluno poderá aplicar o conteudo aprendido com a vivência do ambiente de negócios americano no escritório compartilhado.


Compartilhe